As Principais manchetes do dia para essa Segunda Feira

04 set 2017

Principais manchetes do dia

Brasil

·         O IPC-FIPE da última semana de agosto apontou 0,10%, o mercado previa 0,23%.  Alimentação mostrou queda de 1,33%, Despesas Pessoais caiu 0,52%¨, na contramão Transportes avançou 1,58% e Saúde subiu 0,90%.

·         A agenda de indicadores ainda reserva para esta semana Produção Industrial na terça-feira (5), a expectativa é 0,3% MoM e 1,5% YoY para agosto. Na quarta-feira (6) será divulgado o IPCA de agosto, o mercado estima alta de 0,31% MoM e 2,58% YoY, até o momento, a CM Capital estimou 0,34% MoM.  Ainda neste dia tem dados de produção e venda de veículos da ANFAVEA, Fluxo Cambial entre 28 de agosto e 1 de setembro, até 25 de agosto foi registrada a saída de US$ 141,4 bilhões. Nesta véspera de feriado, na quarta (6), o Comitê de Política Monetária do Banco Central divulgará a decisão sobre a taxa de juros, após o fechamento do mercado. O mercado estima corte de 1 ponto percentual, uma SELIC de 8,25%. Quinta-feira (7) o mercado fica fechado para o feriado da Independência, retorna na sexta-feira (8), sem indicadores previstos.

·         O presidente Michel Temer desembarca no Brasil na quarta-feira (6), após viagem à China. Estão programadas reuniões dada a iminência de uma nova denúncia pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que deve ser apresentada nos próximos dias. Temer também pede a ministros do chamado núcleo político que cobrem a presença de deputados e senadores aliados no Congresso nesta semana de votação de pautas econômicas importantes, o feriado pode prejudicar o quórum. A conclusão da votação sobre as noves metas de déficit fiscal de 2017 e 2018 está prevista para terça-feira (5), em sessão conjunta da Câmara e do Senado, e a aprovação da Taxa de Longo Prazo (TLP) também está marcada para amanhã, no Senado.

China

·         Semana cheia de indicadores, hoje às 22h45 será divulgado o PMI de serviços da Caixin em parceria com a Markit, em julho foi apontado 51,5 pontos. Entre quarta (6) e quinta-feira (7) tem Reserva Internacional em agosto, mercado estima alta para US$ 3,095 trilhões. Entre quinta (7) e sexta-feira (8), será divulgada a Balança Comercial, o mercado estima superávit de US$ 48,45 bilhões. Na noite de sexta-feira (8) serão divulgados dados de inflação, para o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) foi estimado 1,6% YoY e para o Índice de Preços ao Produtor (PPI) o mercado estima 5,7% YoY, ambos em agosto.

Estados Unidos

·         Nada na agenda de indicadores nesta segunda-feira (4), na terça-feira (5) tem Factory Orders referente a julho, mercado estima -3,3% MoM, e também Ordens de bens Duráveis, estimado em 1% MoM. Quarta-feira (6) tem Balança Comercial, com expectativa de déficit de US$ 44,6 bilhões, além do PMI de serviços da Markit, é estimado 56,9 pontos em agosto conforme a prévia, e do ISM de serviços, com expectativa de aceleração de 53,9 para 55,5. O Federal Reserve divulgará o Livro Bege na quarta-feira (6), o documento trata o cenário com o qual a instituição trabalhará na próxima de política monetária. Quinta-feira (7) nada relevante, apenas dados semanais de Auxílio Desemprego e na sexta-feira (8) tem dados de Crédito ao Consumidor em julho.

Europa

·         Hoje saiu o Sentix de Confiança do Investidor de setembro por lá, em 28,2 pontos, acima dos 27,4 esperados. Além disso teve o PPI, este abaixo do esperado, apontando estabilidade nos preços ao produtor em julho, trazendo o YoY de volta aos 2,0, de 2,4%.

·         O destaque da agenda é a decisão do BCE, na quinta-feira, 7 de setembro, com expectativa de manutenção das taxas de juros em 0,0% e -0,4% (depósito). No entanto, o mercado criou grande expectativa para a fala de Mario Draghi, que acontece logo em seguida, após o presidente do BCE ter dado poucas dicas de política monetária em sua participação no simpósio de Jackson Hole. Após uma série de dados indicando atividade aquecida por lá, e da “dica”, na última reunião, de que uma decisão seria conhecida no outono, o mercado espera ouvir de Draghi qual será o próximo passo, após o “vencimento” das compras de ativos, em dezembro deste ano.

·         Ainda na quinta-feira tem a última leitura do PIB do segundo trimestre da Zona do Euro, com expectativa de confirmação da prévia, que indicou crescimento de 0,6% QoQ e de 2,2% YoY na Zona do Euro.

·         Fora isso, amanhã tem PMI de Serviços e Composto para as principais economias do Bloco, Vendas no Varejo da Zona do Euro. Quarta-feira tem Factory Orders da Alemanha referente a julho, com expectativa de alta de 0,1% MoM, e Vendas no Varejo na Itália. Quinta também tem Produção Industrial na Alemanha e Balança Comercial na França e, sexta, tem Balança na Alemanha e produção Industrial na França e na Espanha.

Reino Unido

·         Hoje teve PMI de Construção Civil no Reino Unido, com o índice caindo de 51,9 para 51,1, bem abaixo da alta para 52,0 pontos esperada. De acordo com a publicação, a Construção Comercial puxou o índice para baixo, pois registrou a maior queda (abaixo dos 50 pontos que separam as zonas de contração e de expansão). A Construção residencial foi a única categoria que teve alta no mês, mantendo-se acima dos 55 pontos. Já a atividade de Engenharia civil ficou perto da estagnação.

·         Amanhã tem PMI de Serviços, com expectativa de desacelerar de 53,8 para 53,5 pontos, e quinta tem Hailfax House Prices, com expectativa de +0,2% MoM. Sexta tem divulgação da pesquisa de mercado para expectativas de inflação, além dos dados de produção Industrial e Manufatureira e da Balança Comercial.

Mercados e Commodities

·         Os mercados asiáticos fecharam no negativo com a renovação das tensões envolvendo a Coreia do Norte. Semana passada, o regime norte-coreano lançou um míssil que sobrevoou o território japonês e se desintegrou no Pacífico. Neste domingo, o regime de Pyongyang testou sua bomba atômica de hidrogênio, que seria instalada em um míssil intercontinental. A Coreia do Sul respondeu com o teste de um dispositivo nuclear para “alertar fortemente” Pyongyang sobre seus movimentos. Fora isso, os líderes da Coreia do Sul e do Japão concordaram em trabalhar juntos para convencer a comunidade internacional a impor novas sanções contra a Coreia do Norte após o teste nuclear de ontem.

·         A liquidez é prejudica pelo feriado do Dia do Trabalho nos Estados Unidos. Na Europa, os mercados operam no negativo refletindo a cautela com a Coreia do Norte.

·         Os contratos futuros do petróleo operam sem direção definida, algumas refinarias dos EUA começaram a retomar as atividades após a passagem do Harvey. Os investidores seguem avaliando os estragos da tempestade, que foi bem comprometida no Texas. A commodity também é influenciada pelo texto nuclear da Coreia do Norte. Neste cenário, o ouro opera com alta de 0,7%. O euro sobe 0,40% e o iene ganha 0,50% frente ao dólar.

Artigo Relacionado

Share

Edu Moraes
Edu Moraes

error: Content is protected !!